SOS Pesquisa e Rorschach - Guenia Bunchaft

fechar
 Nome: 
 Email: 
  

 

Post da Semana

  • • 09/01/2013 - Cirurgia plstica: mais uma manifestao da ditadura da beleza?

    A  todo momento  temos notcias de que mulheres, de todas as faixas etrias, morreram com complicaes de cirurgias plsticas, quando no ficaram deformadas, muitas vezes de forma irreparvel. Esses fatos merecem ser analisados mais detidamente. Em primeiro lugar, temos que o Brasil superou os EUA no ranking de cirurgias desse tipo, com 207 operados em 100000 habitantes, em contraposio a 185 por 100000 no segundo pas. Em segundo tivemos um aumento de 35% de processos por impercia, sendo a especialidade mdica em que ocorreram mais reclamaes.

    Assim como no post anterior, referente obesidade e cirurgia baritrica- http://www.sospesquisaerorschach.com.br/post/169/obesidade:-quando-fazer-a-cirurgia-bariatrica/

    essa proliferao de intervenes, a maior parte delas desnecessria, remete s ditaduras da beleza e da magreza. Segundo a psicloga Maria ngela Moura Rodrigues, o aumento no nmero de adolescentes que deseja fazer plstica consequncia do modelo de nossa sociedade de consumo, em que como se ela estivesse venda e prometesse felicidade e melhora na autoestima para o comprador. E essa busca por um ideal esttico inatingvel e pela eterna juventude atingiu dimenses preocupantes no Brasil. Mas esse universo rseo tem manchas preocupantes.

    1-   Boa parte dos que se intitulam cirurgies plsticos, no tem formao para exercer essa especialidade, que requer dois anos de residncia em cirurgia geral, trs em cirurgia plstica e aprovao nos testes da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plstica.

    2-   Estima-se que 20% das operaes estticas realizadas no Brasil desnecessria, sendo a campe a lipoaspirao. Esta no a soluo para emagrecer, mas para a retirada de gordura localizada e tem como um de seus riscos a perfurao de rgos vitais.

    3-   A obsesso por rosto e corpo perfeitos foi classificada pela Academia Americana de Psiquiatria de dismorfia corporal, em que qualquer imperfeio do doente vista com uma lente de aumento. O cirurgio inescrupuloso se aproveita do paciente que tem esse problema para fazer uma interveno aps a outra.

    4-   Complicaes como a infeco hospitalar, a embolia pulmonar, a insatisfao com o resultado da cirurgia, rejeio prtese e reaes adversas anestesia costumam fazer os candidatos cirurgia desistirem de faz-la.

    5-   Finalmente, hoje em dia est  muito em moda a aplicao de Botox, empregada para atenuar rugas faciais. Mas o uso excessivo dessa substncia deixa a face sem qualquer expresso.

    No filme coreano do diretor Kim Ki-Duk, Time- O amor contra a passagem do tempo fica bem ntido o uso da cirurgia plstica como forma de evitar, como diz claramente o ttulo, as mudanas na aparncia com a passagem do tempo. A trama gira em torno de um jovem casal que entra em crise, Se Hee e Ji Woo, devido insegurana dela, pois acredita que depois de dois anos de namoro ele est cansado de sua aparncia e porisso no a ama mais.  Ela chega ao ponto de fazer cenas e escndalos por cimes, dizendo em relao a outras moas que falam com ele: Quero arrancar os olhos das garotas que olham para voc. E quando ele no fica excitado sexualmente, ela o faz fantasiar que est com outra mulher.

    ento que ela resolve fazer uma mudana radical em seu  visual, fazendo uma plstica facial que muda totalmente o seu rosto e que demora seis meses para cicatrizar completamente. Para tanto desaparece da vida de Ji Woo, que fica inconsolvel, pois a amava de verdade. Plsticas, como qualquer alterao fsica, mostram a esperana de reestruturao psicolgica, como se a pessoa que a faz, no caso Se Hee, acreditasse que a cirurgia vai transform-la em outra mulher, que ser mais desejada e amada por Ji Woo.

    Quando Se Hee reaparece com o novo rosto, o  reconquista; mas seu interior inseguro em nada mudou, volta a fazer escndalos quando outras moas falam com Ji Woo. At que ela confessa que operou o seu rosto porque achou que ele estava cansado do seu visual e procuraria outra mulher. Estranhamente, ele resolve  fazer tambm um lifting radical, com um perodo de recuperao similar ao dela, de seis meses. Ao se reencontrarem, aps muita dificuldade, eles tm uma linda noite de amor, com seus novos rostos, mas os mesmos eus. At que Ji Woo atropelado e morto e Se Hee, percebendo o vazio da vida, decide fazer uma cirurgia em que fique irreconhecvel.

     



  • • 03/01/2013 - Obesidade: quando fazer a cirurgia baritrica?

  • • 27/12/2012 - Jornalista: heri ou vilo?

  • • 13/12/2012 - O Que Famlia Mosaico?

  • • 13/11/2012 - Mr Jones, um caso de Distrbio Bipolar

  • • 08/11/2012 - Traio Conjugal, vivncias e etiologia