SOS Pesquisa e Rorschach - Guenia Bunchaft

fechar
 Nome: 
 Email: 
  

 

Post da Semana

  • • 10/10/2013 - No Astral do Rivotril

    O Rivotril, medicamento criado há quase quatro décadas para tratar a epilepsia, tornou-se o calmante mais consumido pelos cariocas, à frente de drogas para impotência e hipertensão. É usado quando a pessoa se defronta com uma entrevista de emprego, para dissipar a inquietação perante uma festa, aplacar a frustração de um rompimento amoroso ou eliminar o tormento da insônia. Nem o fato de ter a tarja preta afasta as pessoas de seu uso. É chamado de “pílula da felicidade, ’gotinha de relax” por induzir ao relaxamento muscular, levando a pessoa a uma impressão de calma, mantendo a lucidez do pensamento.

    O problema do Rivotril é que, por ser uma droga de venda controlada, pode causar dependência e, se retirado abruptamente, causa síndrome de abstinência. Sua indicação é para síndrome de pânico mas, seu uso foi ampliado para distúrbios de ansiedade em geral.

    O Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG) caracteriza-se pela preocupação excessiva, que interfere significativamente no trabalho, atividades e vida social da pessoa; essa preocupação é incontrolável, perturbadora, estressante e o indivíduo tende a esperar o pior. Ocorrem, também, fadiga, palpitações, falta de ar, taquicardia, aumento da pressão arterial. Sudorese excessiva, dor de cabeça, alteração nos hábitos intestinais, náuseas, aperto no peito e dores musculares. A pessoa se torna incapaz de relaxar, de desfrutar dos momentos agradáveis, de focar as coisas e de evitar situações que a tornam ansioso.

    O filme Máfia no Divã, estrelado por Robert de Niro e Billy Cristal, ilustra bem os dilemas de um mafioso machão que se encontra em estado de ansiedade generalizada, mas tem dificuldade em assumi-lo. O filme se inicia com uma reunião de mafiosos em uma fazenda, que se encerra com um tiroteio. O mafioso Paul de Vitti (Robert de Niro) tem um ataque de ansiedade e é internado, julgando ser um ataque cardíaco. Contesta o médico, que diz tratar-se de ansiedade, pois já teve então oito ataques cardíacos. Conformado, pede ao melhor amigo que lhe arranje um psiquiatra. Eles interrompem a consulta de Ben Sobel (Billy Cristal), expulsando o cliente que está sendo atendido, Paul faz um verdadeiro interrogatório a Ben, pergunta se ele o conhece, que é para não conhecer, se tem grampos na sala etc.

    Ben recomenda tranquilizantes- provavelmente o Rivotril- terapia. E Paul ameaça que se ficar “frouxo” o doutor morre. Conta que o pai morreu de um ataque cardíaco , mas que não estavam se dando bem, por isso se sente culpado. Ben faz a tradicional interpretação psicanalítica de que Paul desejava a morte do pai para poder ficar com a mãe, o que horroriza Paul.

    E afinal Ben e Laura vão se casar, em Miami. Mas o amigo de Paul chama Ben de madrugada por que este não conseguiu transar com a namorada, acabando por confessar que com essa já são oito vezes em que ele fracassa. Paul explica a Ben que vive em um mundo de animais, em que esse tipo de coisa representa muito. Paul chora, diz que está sofrendo muito e como um médico pode deixar o paciente assim sem ajudá-lo. Ben explica que o estresse pode explicar tudo que ele está sentindo.

     Apesar de terem combinado que Paul o deixaria em paz e, quando chegasse em Nova York dedicaria duas semanas exclusivas a ele, Paul o persegue o tempo todo, atrapalhando sua festa de noivado. Quando tenta questioná-lo, lembrando o combinado, é mergulhado no tanque de golfinhos. Começa o casamento numa cerimônia muito linda  mas, no meio dela, cai um mafioso, “suicidado” por Paul depois de tentar matá-lo. Já em N.Y, o F.B.I. vai à casa de Ben pedir que ele fique grampeado para conseguir as informações da máfia.

    Os mafiosos reunidos se preocupam com o fato de Paul estar indo a um psiquiatra, será que está desequilibrado? Pedem a ele que “apague o médico” e Ben, com os grampos, escuta isso. Em um almoço com os mafiosos Ben descobre a verdade sobre a morte do pai de Paul: ele e sua família foram assassinados naquele mesmo restaurante e Paul se culpa, achando que poderia tê-lo evitado.

    Vai haver uma grande reunião de mafiosos e Ben é convocado para ir no lugar de Paul como conselheiro. Jelly, o grande amigo de Paul, para saber se ele está preparado, pergunta:_”Você sabe ser vago?” Ao que ele responde, é claro, sou psiquiatra. Na reunião, Ben estapeia Jelly duas vezes, mostrando aos mafiosos que é tão machão quanto eles. Quando perguntam quem ele é, responde vagamente, filosofando. Então, Paul adentra a reunião e diz que vai sair da Máfia, indicando o seu substituto. Ao sair, rola um tiroteio entre mafiosos e F.B.I. e Paul acaba sendo preso em Sing Sing, mas diz a Ben que quer continuar as sessões.



  • Páginas